Bom Dia!, Sexta-Feira - 14 de Dezembro de 2018

 

8ª Vara Criminal leva a júri mãe acusada de matar dois filhos, nesta quinta (15)

Assessoria TJ / 3:25 - 13/03/2018

Acusação afirma que a ré cometeu o duplo homicídio para se vingar do marido, crime ocorreu em 2009


1f0aad6be5fd44771f1674b9cd5c6701

Julgamento será realizado no Fórum de Maceió, no Barro Duro. (Foto: Caio Loureiro)

A 8ª Vara Criminal de Maceió leva a júri popular, na quinta-feira (15), a ré Arlene Régis dos Santos, acusada de matar os filhos Antony Pedro Santos Nobre, de 7 anos, e Abelardo Pedro Neto, de 12 anos, em 2009. O juiz John Silas da Silva presidirá o julgamento, a partir de 8h, no Fórum da Capital.

De acordo com denúncia, a mulher deu o medicamento Rivotril para os três filhos na noite que antecedeu o crime. Por volta das 3h de 29 de setembro de 2009, Arlene então estrangulou Antony e esfaqueou Abelardo. Ainda começou a estrangular o terceiro filho, Arlanicson Pedro Santos Nobre, então com 15 anos, mas desistiu de concluir o ato quanto a este, e foi absolvida sumariamente.

O Ministério Público afirma que a ré cometeu o crime para se vingar do marido, que a deixou. Foi encontrada uma carta escrita por Arlene para o marido, em que ela confessa os homicídios e indica a motivação.

Um laudo psiquiátrico constatou que Arlene é portadora de transtorno emocional instável de personalidade, subtipo Borderline. A defesa alegou que a ré seria inimputável, mas o juiz do processo em 2013, Maurício Brêda, considerou que a enfermidade não significa que a mulher não tem capacidade de entender o caráter criminoso do fato. Arlene encontra-se atualmente internada provisoriamente em um centro psiquiátrico.


Comentar usando